quinta-feira, 8 de julho de 2010

Como Criar Um Delinquente

1- Comece na infância a dar ao seu filho tudo o que ele quiser, assim quando ele crescer ele acreditará que o mundo tem obrigação de lhe dar tudo o que deseja.

2- Quando ele disser nomes feios, ache graça, isso o fará considerar-se importante e desconsiderar aos demais desde pequeno.

3- Nunca lhe dê orientação religiosa, espere até que tenha 21 anos e decida por si mesmo, a sociedade há de auxiliá-lo, mesmo que ele se torne um fanático e seja explorado financeiramente.

4- Apanhe tudo o que ele deixar jogado (roupas, livros, comida), faça tudo para que ele aprenda a jogar a responsabilidade dele sobre os outros.

5- Discuta com freqüência na frente dele, principalmente nos 7 primeiros anos, assim ele não ficará chocado quando o lar dele se desfizer mais tarde.

6- Dê-lhe todo o dinheiro que ele quiser, nunca o deixe ganhar seu próprio dinheiro, assim você o poupa de passar pelas mesmas dificuldades que você passou, mesmo quando ele acabar com todo o patrimônio dele.

7- Satisfaça todos os seus desejos de comida, bebida, conforto, afinal isto poderia acarretar frustrações prejudiciais, mesmo que ele fique obeso, com problemas na coluna, visuais, tendências homossexuais por hormônios na alimentação.

8- Tome o partido dele contra os vizinhos, professores, policiais, afinal ninguém tem o direito de educar seu filho, só a TV e a empregada.

9- Não o oriente quanto as amizades, mesmo que os parentes lhe avisem que parecem traficantes, e quando ele se meter em encrenca séria, dê a desculpa que nunca conseguiu dominá-lo.

10- Quando estiver em profundo desgosto com a vida, console-se, diga que é o seu destino e o dele, que Deus quis assim...

(Desconheço a Autoria)

4 comentários:

Principe Encantado disse...

Realmente é por ai mesmo amiga, certíssimo.
Abraços forte

Estrela de Órion disse...

Um texto muito bom.
Valeu a pena a leitura.

Cecília Avenca disse...

Aninha,quem tem filhos tem de abrir o olho,por que do jeito que a educação esta permissiva,o final será esse mesmo.
Bjos

Mestrado disse...

A religião poderá não influenciar em alguma coisa porque os deliquentes podem ser fanáticos religiosos, já teve tantos casos de pessoas que se suicidaram em grupos com objetivos religiosos, como o caso de Jim Jones, em Jones Town.Outro caso foi a seita Portão dos céus nos Estados unidos. Além do ,mas não acreditar em Deus não significa que a pessoa será uma pessoa ruim ou é uma pessoa ruim. Muitas pessoas importantes como cientistas e politicos não acreditam e deus e não tem religiosidade.

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Powered by Blogger