sábado, 2 de fevereiro de 2008

Sim, há vida após a separação

Pense que VOCÊ é um time que está jogando e precisa vencer. Buscamos resultado e isso não significa casar de novo ou não. Erro seu se pensa dessa forma. A verdade é que SUA FELICIDADE depende única e exclusivamente de uma única pessoa: VOCÊ!

Quando descobrir que não precisa de ninguém para ser feliz, aí só falta mesmo fazer o gol, e ele vem, meus queridos, acontece naturalmente. Trate você como um time onde os jogadores são: auto-estima, carreira, amor, estabilidade, equilíbrio, saúde, inteligência, espiritualidade, humor, futuro, ambição. (São onze de cada lado certo? Rs). Um minuto! Darei a ficha técnica de cada um deles porque todos compõem VOCÊ!

- Auto-estima: esse é um dos jogadores que pode definir o jogo, logo de cara. Como afinal você espera amar alguém sem se amar primeiramente? IMPOSSÍVEL. A auto-estima precisa de impulsos constantes de energia e é medida por todos no dia-a-dia! Ela joga em parceria com todos os outros atletas, mas depende muito do equilíbrio para avançar no ataque! Não se esqueça disso.

- Equilíbrio: e por falar nele, é o capitão do time. Dele, depende a harmonia de todo o resto, aí você se pergunta por que eu comecei com a auto-estima? Porque ela é jogadora fundamental em campo. O capitão equilíbrio é o “paizão” de todo o resto. Se ele não estiver bem, os outros 10 sentem, uns mais, outros menos, mas sentem. Você pode usar diversas táticas para manter o equilíbrio saudável: uma volta no parque, um livro, um banho de espuma podem fazer a diferença no desempenho final. Encontre sua maneira de harmonizar com o equilíbrio para estar com o resto do time em campo, de coração e alma.

- Humor: o humor chega como jogador da defesa, certo coadjuvante na partida, mas não menos importante. Ele tem garra e tem que estar verdadeiramente presente em todos os momentos. Às vezes, sua simples presença salva o time. Quando ele se machuca e se ausenta, o jogo torna-se mais difícil e doloroso. Portanto, o humor é fundamental! Sorria ao entrar em campo, lembra daquele ditado: “rir para não chorar”...

- Saúde: esse atleta é um dos mais independentes da equipe. De certa maneira, passamos várias etapas da vida, tentando domá-lo porque certas vezes, ele é imprevisível. Sem ele, não entramos em campo e isso é regra. Quando é expulso por algum motivo que foge de nossa compreensão, a partida parece ganha, mas é preciso muita luta para continuar e mudar os hábitos. Que batalha é gratificante sem luta? Nenhuma!

- Amor: apresento a você, o jogador mais carismático do time! Presente em todos os passes se faz primordial em alguns lances. Constantemente se machuca e é obrigado a ficar recolhido. Sua recuperação é rápida (ninguém morre de amor, lembra?) e aí ele retorna ao gramado, lindo e com muita vida pela frente, é abraçado e reverenciado por todos os seus companheiros.

- Carreira: um dos jogadores mais experientes do time deve ser sempre alimentado porque às vezes sofre de desnutrição. Profissional, tem os pés no chão e na falta do capitão, é ele que assume. Carreira é o responsável pelos 90 minutos porque principalmente, na falta do amor, se joga de cabeça na grande área.

- Inteligência: mais que carreira, a inteligência corre bem, obrigada! Um dos jogadores mais novos dá tudo de si quando bem estimulado. Nos 45 do segundo tempo, ela interage com os outros jogadores e combina passes. Com ela, você nunca está só, nunca!

- Ambição: sozinho, é o goleiro da equipe já que defende seu território com unhas e dentes. Prudente, sabe onde é seu lugar, mas não por isso é menos importante no conjunto. Está sempre ali atrás e se faz perceber quando necessário. É um alicerce e um estímulo ao time, muitas vezes.

- Espiritualidade: esse atleta tem seu próprio treino, que muda a depender da equipe. É desse jogador que tiramos a força necessária para ganhar um jogo que parece estar perdido. Quando nos sentimos sozinhos é nele que nos apegamos e nos confortamos, inclusive, nas derrotas. Fundamental, por isso pode escolher como será seu treino, desde que o resultado seja positivo para a equipe inteira.

- Estabilidade: a estabilidade é uma mistura da ambição com a carreira. É um jogador fundamental porque nos fornece os pilares para continuarmos no campeonato. Sem independência, um técnico não treina seu time e ela depende única e exclusivamente da estabilidade.

- Futuro: esse é o lateral do time, porém só às vezes, aparece. Já foi advertido algumas vezes por parar o jogo e forçar a barra. Quando está presente, faz passar em nossa cabeça um filminho da partida inteira. É nele que pensamos em cada vitória ou cada gol.

Fonte

1 comentários:

carrasco disse...

Oi Aninha, quanto tempo!!!! como vai as coisas no blog? beijão bom carnaval.

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Powered by Blogger