domingo, 3 de fevereiro de 2008

Dieta dos Pontos

Nos Estados Unidos, é uma febre: nasce uma nova dieta quase a cada dia. Mas aqui, no Brasil, existe um certo regime que há trinta anos faz as garotas entrarem no jeans. É a dieta dos pontos!

Lista de alimentos e pontos

Sugestões de Cardápio



Ela continua sendo uma das maneiras mais eficazes e prazerosas de perder peso. Não é para menos: você conhece algum método que lhe dá direito de comer o que quiser e que promete enxugar de 3 a 5 quilos da sua silhueta por mês? Assim é a dieta dos pontos. A proposta do endocrinologista Alfredo Halpern, um dos especialistas mais respeitados no Brasil, é dar liberdade para você montar o seu cardápio, desde que respeite uma cota. “Milagre não existe: qualquer um que coma sem critério e a mais do que precisa vai engordar. Não proíbo nenhum alimento, mas também não digo que pode comer à vontade.”

Nesse regime, Halpern transformou as torturantes calorias numa pontuação (cada ponto vale 3,6 calorias) e estabeleceu uma cota de consumo diário. Em média, é permitido ingerir 300 pontos — ou 1 080 calorias. Para saber a pontuação dos alimentos, é preciso consultar tabelas (veja nas páginas seguintes). Se ultrapassar o limite, você tem comer menos no outro dia.

O primeiro princípio, que agora você já conhece, é saber quanto pode comer. O segundo é selecionar bem a comida. “Quem quiser passar o dia inteiro à base de chocolate até pode. Mas não está aprendendo a se alimentar direito, fundamental para garantir a manutenção do peso”, diz Halpern. O ideal é seguir a pirâmide alimentar. “Essa ainda é a melhor fórmula de comer bem, com direito a tudo, e de forma saudável.” Traduzindo para o cardápio, 55% do que você coloca no prato (165 pontos) devem vir dos pães, massas, cereais, de preferência integrais (todos esses carboidratos energéticos), e das frutas, verduras e legumes (carboidratos reguladores). De 15% a 20% (60 pontos) precisam vir das carnes, do leite, iogurte e queijo — especialmente as versões magras — e do feijão (proteínas). E 25% (75 pontos) podem ser originários da gordura, na forma de óleo, azeite, manteiga, frituras, mas sem esquecer que ela já está embutida em vários alimentos, como carnes e pratos prontos. Doces, que também fazem parte do grupo, podem ser incluídos, mas com moderação. Leia-se em doses pequenas — o ideal é que sejam consumidos só nos fins de semana.

Para facilitar ainda mais a sua vida, BOA FORMA traz, além das tabelas, sugestões de refeições que vão ajudá-la a montar seu cardápio dentro da pontuação e com direito a guloseima. O último passo para você garantir o sucesso do programa é adotar um diário alimentar. “Quando você anota o que comeu, presta mais atenção ao que põe no estômago e reduz infinitamente os excessos”, garante o criador da dieta. Ele deve estar certo. Afinal, manter uma dieta na boca das mulheres por mais de três décadas não é para qualquer um. Calculadora na mão!

Fonte

0 comentários:

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Powered by Blogger