terça-feira, 12 de fevereiro de 2008

Ação das plantas nos males da vida moderna

Alcoolismo, colesterol e até enxaqueca. Há muito mais que as ervas podem fazer para seu organismo do que você imagina!

Alcoolismo
A utilização de fitomedicamentos e das soluções caseiras no tratamento do alcoolismo vem sendo motivo de discussão – e não porque a fitoterapia anda alardeando por aí que encontrou a poção mágica capaz de vencer o alcoolismo. O problema reside na quantidade de álcool presente na fórmula de muitos dos remédios utilizados para tratar os males que o alcoolismo provoca no organismo – como os que se localizam no aparelho digestivo.

Os alopatas advertem que essa mínima presença de álcool prejudica o alcoólatra que tem conseguido manter distância da bebida. Relatos médicos estão recheados de histórias de pacientes que voltaram a beber depois que começaram a se automedicar com produtos fitoterápicos. Claro que casos dessa gravidade não acontecem se o paciente tiver a assessoria de um profissional qualificado. Esse risco, serve, isso sim, para reforçar os perigos que a automedicação pode provocar.

Colesterol
O poder da alcachofra em aumentar a fabricação da bílis, líquido que atua como um detergente no organismo e auxilia na quebra das gorduras durante a digestão, faz dela um aliado no tratamento do colesterol alto – um tipo de gordura produzida pelo fígado, transportado pelo sangue que, em excesso, aumenta o risco de ataque cardíaco e mesmo de derrame.

O poder terapêutico da alcachofra na fabricação da bílis é reconhecido pelo Ministério da Saúde. A berinjela e o feijão são alimentos relacionados à diminuição do chamado colesterol ruim (LDL).

Enxaqueca
Segundo o médico Alexandre Feldman, autor do livro Enxaqueca, a pimenta é uma aliada na luta contra esse mal. A substância química que dá a ela o caráter ardido possui propriedades benéficas à saúde.

O alecrim alivia os espasmos doloridos e auxilia na redução das dores de cabeça. Seu óleo essencial tem o poder digestivo – o que significa que ele diminui a ação das enxaquecas que têm origem digestiva.

Entre outros aliados naturais comumente usados no combate dessa doença crônica que atinge 30 milhões de brasileiros – e muitas vezes afeta o seu desempenho – podemos destacar: cebola, guaraná e anis.

Estresse
O maracujá, o mulungu (planta da família do maracujá) e o tomilho são considerados coadjuvantes no combate ao estresse. Se forem usados sozinhos, claro, o poder de cada um deles diminui sensivelmente. Ou seja, eles devem ser combinados a outras medidas – como atividade física e alimentação saudável – que auxiliam na prevenção desse mal que causa insônia, ansiedade, nervosismo, perda da libido e muitos outros sintomas que debilitam a saúde.

Fadiga mental e física
A ação revigorante do guaraná e da erva bênção-de-deus, coloca essas duas plantas numa posição de destaque entre todas as outras opções oferecidas pela natureza na prevenção desse mal – que tem como principais sintomas dor de cabeça, memória fraca, dificuldade de concentração, moleza física e cansaço mesmo após o sono, entre outros.

Hipertensão arterial
A qualidade depurativa da erva sete-sangrias faz dela uma boa aliada no combate à pressão alta – doença que pode causar lesões em diferentes órgãos do corpo, como cérebro, coração, rins e olhos.
O poder diurético da pêra e a ação calmante da pitanga também são opções na guerra contra essa temível doença.

Insônia
Por serem relaxantes, a erva-cidreira (também conhecida como melissa) e a alface atuam em dois “tipos” de insônia: a situacional, que atinge pessoas que passam por dificuldades ocasionais e o distúrbio do sono provocado por doenças psicofisiológicas como depressão.

Nervosismo
A ação calmante da erva-cidreira faz dela a planta medicinal medicinal mais conhecida que existe. Quem em algum momento da vida não teve de se socorrer dela para não explodir e suportar heroicamente uma situação de risco?

Mas verdade seja dita: a erva-cidreira não está sozinha nesta luta. A maçã e a pata-de-vaca são dotadas também de um importante aspecto relaxante.

Obesidade
O alto poder diurético das folhas do abacateiro faz com que elas sejam reconhecidas como auxiliares na perda de peso.

A centella asiática, por acelerar o fluxo sangüíneo e permitir a liberação de gordura, é considerada uma forte aliada na eliminação de gorduras do corpo.

Tabagismo
Seria maravilhoso se houvesse uma planta capaz de acabar com o vício da nicotina, não é mesmo? Com isso não existe, as plantas medicinais são usadas para atenuar a ação avassaladora que o cigarro provoca nas vias respiratórias.

Vale ressaltar, no entanto, que a ação das flores de bananeira e da erva tanchagem (também conhecida como sete-nervos), muito usadas nas inflamações respiratórias, não tem o poder de restituir plenamente a saúde do pulmão maltratando por quem ainda continua fumando.


RECEITAS CASEIRAS

Acne, eczema e seborréia:
Bardana – Coloque 2 colheres (sopa) de folhas frescas fatiadas em uma xícara (chá) de água em fervura. Deixe ferver por 5 minutos. Coe e acrescente 1 colher (chá) de mel e 3 gotas de própolis. Deixe ficar morno e aplique no local afetado, em forma de compressas, até duas vezes ao dia.

Anemia, falta de apetite e gastrite:
Losna – Coloque 1 colher (sobremesa) de folhas e flores picadas em 1 colher (chá) de água fervente. Abafe por 15 minutos e coe. Tome uma xícara (chá), duas vezes ao dia, antes das principais refeições.

Ansiedade, dor de cabeça e nervosismo:
Erva Cidreira – Coloque 1 colher (sobremesa) de ramos e folhas bem picados em um xícara (chá) e adicione água fervente. Abafe e espere amornar. Tome uma xícara pela manhã e outra à noite.

Colesterol:
Alcachofra – Coloque 1 colher (sopa) de folhas picadas em um recipiente com 1 xícara (chá) de folhas picadas em um recipiente com 1 xícara (chá) de água em fervura. Deixe ferver por 5 minutos. Abafe por 10 minutos e coe. Tome uma xícara de duas a três vezes ao dia – antes das principais refeições. Atenção: a alcachofra é diurética.

Berinjela – Ferva 1 fatia da casca crua por 5 minutos em 1 xícara (chá) de água. Tire do fogo e abafe por 15 minutos. Coe e tome uma xícara duas vezes ao dia.

Cólicas menstruais:
Artemísia – Coloque uma colher (sopa) de folhas e flores bem picadas em 1 xícara (chá) de água fervente. Cubra, deixe esfriar e coe. Tome uma xícara ao dia, uma semana antes de início previsto da sua menstruação.

Diarréia:
Abacateiro – Ferva por 10 minutos 2 colheres (sopa) de folhas da abacateiro picadas, 2 colheres de folhas de pitangueira picadas e 2 colheres (sopa) de folhas de goiabeira picadas. Coe e espere esfriar um pouco. Tome um copo após cada evacuação.

Digestão e diarréia:
Macela – Coloque 1 colher (chá) da inflorescência em 1 xícara (chá) e despeje água fervente. Abafe por 10 minutos e coe. Tome uma xícara, morna, de manhã, em jejum, e outra 30 minutos antes das refeições.

Dores de estômago e barriga, e insônia:
Camomila – Adicione 1 colher (chá) de flores em 1 xícara (chá) de água fervente. Abafe por 10 minutos e coe. Tome uma xícara de duas a três vezes ao dia.

Dores de estômago e intestino:
Hortelã – Adicione 1 colher 9sopa) de folhas picadas em 1 xícara (chá) e acrescente água fercente. Abafe por 10 minutos e acrescente 1 colher (sobremesa) de suco de limão. Tome uma xícara entre as principais refeições diárias.

Enxaqueca:
Pimenta – Coloque em um pilão 2 colheres (sopa) de pimentas secas picadas e com sementes. Amasse bem e espalhe o conteúdo sobre uma gaze. Aplique na nuca, em forma de cataplasma, ao sentir os sintomas.

Alecrim – Adicione 1 colher (sobremesa) de folhas picadas em 1 xícara (chá) de água fervente. Abafe por 10 minutos e coe. Tome uma xícara antes ou após as refeições. Atenção: altas doses deste chá podem provocar irritações gastrointestinais. É também estimulante: podendo alterar o seu sono. Ele não deve ser tomado durante a gravidez nem durante a amamentação.

Estresse:
Tomilho – Banho estimulante: Adicione 3 colheres (sopa) de folhas e flores a 1 litro de água fervente. Desligue o fogo e coe. Acrescente a mistura à água da banheira. Faça um banho de imersão por, no mínimo, 15 minutos. Não deixe a água atingir o nível do coração (peito).


Alecrim – Banho relaxante: Adicione 3 xícaras (chá) de folhas de alecrim e 1 xícara (chá) de flores de camomila em 1 litro de água fervente. Desligue e deixe em maceração por 15 minutos. Coe e acrescente à água do banho. Tome um banho de imersão por não mais do que 15 minutos no dia.’

Fadiga mental e física:
Guaraná – Adicione 1 colher (chá) de pó em um copo de água filtrada. Acrescente 1 colher (sopa) de mel ou um pedaço de rapadura. Misture bem e tome ainda em jejum.

Bênção-de-deus – Coloque 1 colher (chá) de raízes e 1 colher (chá) de folhas, todas cortadas, em 1 xícara (chá) de água em fervura. Deixe ferver por 5 minutos e coe. Tome uma xícara de uma a três vezes ao dia.

Gases, ressaca e má-digestão:
Boldo – Coloque 1 colher (sopa) de folhas picadas em 1 xícara (chá) de água fervente. Abafe por 10 minutos. Tome uma xícara (chá) em jejum e outra 30 minutos antes das refeições diárias.

Gastrite e azia:
Erva-Doce – Adicione 1 colher (sobremesa) de fruto-semente em 1 xícara (chá) e acrescente água fervente. Abafe por 10 minutos e coe. Tome uma xícara, três vezes ao dia.

Gripe, resfriado, tosse e bronquite:
Erva-de-Santa-Maria – coloque em uma xícara (chá), 1 colher (sobremesa) de folhas e flores picadas e acrescente água fervente. Abafe por 10 minutos e coe. Tome uma xícara, adoçado com mel, de uma a duas vezes ao dia.

Manjericão – Coloque 1 colher (sopa) de folhas e flores, bem picadas, em uma xícara (chá) e adicione água fervente. Abafe por 10 minutos e coe. Adicione 1 colher (sobremesa) de mel. Tome uma xícara (chá), de manhã e outra à noite.

Hipertensão arterial:
Sete-sangrias – Coloque 1 colher (chá) de planta fatiada e adicione água fervente. Abafe por 10 minutos e coe. Tome uma xícara de uma a três vezes ao dia. Atenção: seu uso não é indicado para crianças.

Pêra – Descasque uma fruta, fatie e amasse bem. Adicione 1 copo de água e misture. Tome um copo, três vezes ao dia.

Indigestão, problemas hepáticos:
Carqueja – Coloque 1 colher (sopa) de hastes picadas em uma xícara (chá) de água fervente. Abafe por 10 minutos e coe. Tome uma xícara desse chá, ainda morno, três vezes ao dia – a primeira, de manhã, em jejum, e as demais cerca de meia hora antes das principais refeições.

Infecções bucais (afta e sapinho):
Poejo – Coloque 1 colher (sopa) de folhas e flores bem picadas em 1 xícara (chá) de água em fervura. Deixe ferver por 5 minutos. Desligue o fogo e abafe por 15 minutos. Coe e adicione 1 colher (chá) de bicarbonato. Faça bochechos três vezes ao dia.

Insônia:
Erva-cidreira – Adicione em uma xícara (chá), 1 colher (sopa) de folhas e ramos frescos ou secos, 1 colher (sobremesa) de camomila e 1 pedaço de casca de laranja ou limão. Acrescente água fervente e abafe por 10 minutos antes de coar. Tome uma xícara à noite, meia hora antes de ir para a cama dormir.


Alface – Coloque uma colher (sopa) de folhas picadas em 1 xícara (chá) e adicione água fervente. Abafe por 10 minutos e coe. Tome uma xícara de duas a três vezes ao dia.

Nervosismo:
Erva-cidreira – Coloque 1 colher (sobremesa) de ramos frescos ou secos, picados, em uma xícara (chá) e adicione água fervente. Abafe, espere amornar e coe. Tome 1 xícara pela manhã e outra à noite.

Obesidade:
Abacateiro – Coloque 1 colher (sopa) de folhas picadas do abacateiro em 1 xícara (chá) de água em fervura. Dessligue o fogo e coe. Tome uma xícara pela manhã e outra à tarde – antes das 17h. Atenção: devido à sua forte ação diurética, não são recomendadas mais do que duas xícaras diárias – este chá pode acarretar acentuada eliminação de urina e provocar queda de pressão.
Centela (Centella asiatica) – Coloque 1 colher (sopa) de folhas secas e picadas de centella em 1 xícara (chá) e adicione água fervente. Abafe, espere amornar e coe. Tome uma xícara, 1 hora antes das principais refeições.

Prisão de ventre:
Cáscara-Sagrada – Coloque 1 colher (café) de pó em um copo de suco de laranja ou de mamão. Misture bem. Tome pela manhã, em jejum.

Dente-de-leão – Acrescente 1 colher (sopa) de raízes picadas em 1 xícara (chá) de água. Deixe em maceração por 1 noite. De manhã, leve o preparado ao fogo até ferver. Desligue e coe. Tome meia xícara antes do café da manhã e outra meia xícara, também meia hora após o café da manhã.

Reumatismo, contusões e dores musculares:
Calêndula – Amasse em um pilão 2 colheres (sopa) de folhas frescas até adquirir uma consistência pastosa. Espalhe em um pano ou gaze bem limpos. Aplique no local afetado e cubra com um pano. Faça essa aplicação duas vezes ao dia – ou aplique antes de dormir e deixe agir a noite toda.

Sinusite e rinite:
Gengibre – Coloque 1 colher (sopa) de rizoma fatiado em um recipiente com 1 litro de água em fervura. Desligue o fogo. Cubra a cabeça com um pano e inale o vapor que se desprende da vasilha. Repita essa operação de manhã e à noite, antes de dormir. Atenção: procure não se expor ao sereno durante o período que estiver em tratamento.

Suor excessivo:
Sálvia – Coloque 1 colher (sobremesa) de folhas e flores. Picadas, em 1 xícara (chá) e com água fervente. Tome 1 xícara duas vezes ao dia.

Suor e mau cheiro nos pés:
Louro – Acrescente 2 colheres (sopa) de folhas picadas em 1 litro de água em fervura. Deixe ferver por 10 minutos. Coe e coloque em uma bacia, com mais água morna. Banhe os pés por 15 minutos.

Tabagismo:
Banana – Coloque 6 flores da bananeira em 1 xícara (café) de água. Leve ao fogo por 5 minutos. Coe e acrescente 2 xícaras (café) de açúcar cristal. Volte ao fogo até dissolver o açúcar. Tome 1 colher (sopa) de duas a três vezes ao dia. Por não conter conservante, o consumo dessa mistura deve ser rápido.

Tanchagem (Plantago major) – Ponha 2 colheres (sopa) de folhas bem picadas em 1 xícara (chá) de água fervente. Abafe 10 minutos, espere ficar morno e coe. Faça gargarejos, de duas a três vezes ao dia.

Tosse:
Guaco – Coloque 2 colheres (sopa) de folhas frescas picadas em 1 xícara (chá) de água em fervura. Deixe ferver por 5 minutos. Coe e acrescente 2 xícaras (café) de açúcar cristal. Leve outra vez ao fogo brando, até que o açúcar derreta. Tome uma colher (sopa), de duas a três vezes ao dia – crianças devem tomar a metade da dose.

Úlceras, gastrite crônica:
Espinheira Santa – Coloque 1 colher (sobremesa) de folhas bem picadas em uma xícara (chá) e adicione água fervente. Abafe por 10 minutos. Espere ficar morno e coe. Tome uma xícara antes das principais refeições do dia.

Varizes, inchaço nas pernas e pés:
Hamamélis – Coloque 1 colher (sobremesa) de folhas picadas em uma xícara (chá) de água em fervura. Desligue o fogo, abafe, deixe descansar por 10 minutos e coe. Tome uma xícara duas a três vezes ao dia.

Fonte

0 comentários:

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Powered by Blogger