terça-feira, 13 de novembro de 2007

DIABETES SOB CONTROLE

O diabetes é um distúrbio metabólico causado por ausência absoluta (Tipo I) ou relativa (Tipo II) de insulina. O diabetes Tipo 1 ocorre mais freqüentemente em crianças ou no jovens, já a diabetes Tipo II se manifesta mais freqüentemente nos idosos e nos obesos. Sua característica fundamental é a hiperglicemia (aumento de açúcar no sangue).

O diabetes Tipo II é cerca de 8 a 10 vezes mais comum que o Tipo I e pode responder ao tratamento com dieta e exercício físico. Outras vezes vai necessitar de medicamentos orais e a combinação destes com a insulina.

O diagnóstico do diabetes é feito geralmente medindo-se o nível de glicose no sangue em jejum. O nível ideal de glicose é de 70 a 99 mg/dl²; taxas de 100 a 125 mg/dl² são consideradas suspeitas e mais de 126 mg/dl² é diagnóstico de diabetes.

Sinais e Sintomas
Pessoas com níveis altos de glicose no sangue podem apresentar:

• Muita sede;
• Vontade de urinar diversas vezes;
• Perda de peso (mesmo sentindo mais fome e comendo mais do que o habitual);
• Fome exagerada;
• Visão embaçada;
• Infecções repetidas na pele ou mucosas;
• Machucados que demoram a cicatrizar;
• Fadiga (cansaço inexplicável);
• Dores nas pernas por causa da má circulação.

Dez dicas de para uma alimentação saudável:

1) Consumir fibras solúveis, encontradas na aveia, bagaço de laranja, casca de frutas como maçã, goiaba, pode reduzir a hiperglicemia, pois quando ingeridas provocam atraso no esvaziamento gástrico, com isso a glicose vai sendo liberada lentamente e sua concentração no sangue eleva-se mais lentamente também.

2) Coma quatro ou cinco vezes por dia: Fazendo quatro ou cinco refeições leves e equilibradas você leva o organismo a utilizar mais facilmente o seu combustível de reserva, que são as gorduras, além de conseguir controlar melhor seu apetite e vontade de beliscar alimentos desnecessários.

3) Coma sempre nos mesmos horários: Programe os horários das refeições de modo que possa cumpri-los.

4) Respeite a quantidade e a qualidade dos alimentos permitidos;

5) Beba bastante líquido: água filtrada, mineral (sem gás) e sucos naturais (sem açúcar) para hidratar-se.

6) Utilize adoçante nos sucos e no cafezinho, ao invés de açúcar;

7) Dê preferência às carnes magras e sem gordura visível;

8) Cuidado com os produtos light e diet: apesar de apresentarem redução de algum nutriente, nem sempre, esta restrição é em calorias ou gorduras.

9) Pratique atividades físicas: Caminhar 3 vezes por semana, por 30 minutos cada sessão, irá ajudá-lo bastante.

10) Lembre-se que evitando alguns maus hábitos alimentares, você ganha mais saúde, disposição e qualidade de vida.

Bem Leve

0 comentários:

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Powered by Blogger