quinta-feira, 15 de novembro de 2007

Como ajudar alguém que está tendo uma crise epilética

Estima-se que aproximadamente 3 milhões de brasileiros (de 1% a 2% da população) tenham epilepsia, mas entre 70% e 80% deles poderiam estar com as crises controladas utilizando medicamentos de baixo custo, levando uma vida plenamente normal. A convulsão ou a crise “tônico-crônica”, que testemunhamos nas ruas, corresponde à metade dos casos.

Quando testemunhamos uma crise, tudo o que devemos fazer é apoiar a cabeça da pessoa para que não se machuque, virar seu rosto de lado para que não aspire a saliva e esperar o fim da crise. O socorro deve ser chamado em raras ocasiões, como por exemplo, quando a crise se prolonga por mais de cinco minutos ou há crises repetidas sem que a pessoa recobre a consciência.

A outra metade dos casos reúne formas de epilepsia de difícil diagnóstico e que podem passar desapercebidas. Uma delas afeta principalmente crianças, como aquela que está brincando normalmente e, repentinamente, desliga-se do mundo por segundos. Existe ainda a crise “parcial complexa”, em que o paciente se desliga mas mantém o controle dos movimentos, podendo, por exemplo, despir-se sem a consciência de estar em público – o que muitas vezes é confundido com transtorno mental. Se na grande maioria dos casos a epilepsia pode ser controlada com apenas um dos quatro medicamentos básicos distribuídos pela rede pública, há aqueles que exigem a associação de remédios com outros tipos de tratamento, inclusive a cirurgia.

6 comentários:

Juℓi Ribeiro disse...

Aninha:

Adoro te visitar.
Seu blog é maravilhoso.
Desejo muita paz e saúde
para você e sua família.
Que Deus ilumine os seus caminhos
e que todos os problemas possam ser resolvidos.
Um abraço carinhoso e solidário.

Ranieri disse...

Ola Aninha acabei de ler o comentário que estava la no blog.
E claro que quero te ajudar com o Arquivinho, afinal você sempre ajudou o meu blog.
Pode contar comigo!

Abraços de seu amigo,
Ranieri

carrasco disse...

Bom dia aninha,to passando pra dar um confere nas novidades, beijos.

Ranieri disse...

Manda para: ranieritrecha@gmail.com

Pode deixar que irei cuidar muito bem!
Abraços,
Ranieri

Equipe Risada Forçada® disse...

Tá saindo da net aninha?
Faz isso não =/
O email é snare7000@gmail.com

A blogosfera brasileira precisa de ti.
Ficaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa


beijo =*

Ana disse...

seu blog e maravilhoso amei

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Powered by Blogger