domingo, 21 de outubro de 2007

Livre-se dos pêlos!

Você deve estar se perguntando, o porquê de termos pêlos, se são para nós, mulheres, tão incômodos a ponto de passarmos por tratamentos e processos doloridos para nos livrarmos deles.
A verdade é que os pêlos, como tudo em nosso corpo, têm funções importantes. Os pêlos servem principalmente para proteger: as áreas onde existem orifícios, como orelhas e nariz; e a pele, de raios ultra-violetas do sol. Além disso, ajuda a diminuir possíveis atritos nas dobras do corpo, como nas axilas, e aumenta o nosso sentido de tato.
Mas o fato é que por questão de moda, estética ou gosto pessoal, a depilação se tornou peça fundamental na vida das mulheres. Veja então, os métodos mais utilizados:

1. Lâmina
Método mais utilizado e prático, porém como os pêlos não são cortados pela raiz, o resultado não dura muito. É indicada para todo o corpo, sendo de fácil aplicação e indolor. É recomendável usar o aparelho sem pressioná-lo contra a pele, sempre no sentido de crescimento dos pêlos, caso o contrário os pêlos podem encravar, agredindo a pele. O melhor é fazer a sua depilação durante o banho, usando espumas e géis específicos, que ajudam a lâmina a deslizar delicadamente.

2. Cera Quente
Retira os pêlos de qualquer espessura e região do corpo pela raiz, prolongando o seu resultado. Dói um pouco, mas dá para agüentar. Não tente fazer esse método sozinha em casa, pois a cera muito quente pode causar sérias queimaduras na pele. A melhor forma de fazê-lo é com uma depiladora profissional. Feito de forma correta, este método evita a foliculite (aquelas bolinhas que surgem quando o pêlo se quebra e não é totalmente retirado). Em média, demora de 15 dias a 1 mês para que os pêlos cresçam novamente. No Brasil pegou a moda de depilar quase todos, ou todos, os pêlos pubianos. É o conhecido método batizado de brazilian wax (cera brasileira), que se popularizou entre as americanas, principalmente as atrizes de Hollywood.

3. Cera Fria
Esse método tanto pode ser feito por uma profissional ou por você mesma em casa. Dói um pouco e só pode ser usada sobre as pernas e braços. Para tanto utilize o kit com folhas prontas com cera fria vendido nas melhores farmácia e supermercados. É bem prático, as folhas já vem com um pouco de cera, que não precisa ser aquecida. Faça antes um pequeno teste no braço para ver se você não é alérgica ao produto. Passe a mão por cima para fixá-la bem. Arranque de uma vez. Se for fazer com uma profissional, preste atenção para ver se a depiladora não está usando cera caseira, que pode conter limão, que escurece a pele. Além disso, use apenas ceras descartáveis, porque a cera reaproveitada contém restos de pele, bactérias e fungos que causam infecções.

4. Laser
Essa técnica está revolucionando a dermatologia e o mercado de depilação. Ela promete exterminar os pêlos indesejáveis. Hoje em dia, já estão fazendo depilações a laser em buço, rosto, seios, virilhas, pernas e axilas. Possui como inconvenientes os altos preços e as dores provocadas pelas sessões do tratamento. Para aquelas pessoas mais sensíveis a dor, usa-se um anestésico tópico – o Emla.
Após o tratamento, a pele pode ficar avermelhada e levemente irritada. O uso de bloqueadores solares é obrigatório durante determinado tempo após o tratamento. Com relação ao preço, uma sessão pode variar de R$ 300,00 a R$ 700,00. Em alguns casos são necessárias duas ou três sessões para obter bons resultados.

5. Pinça
Indicada para o rosto, virilha, pêlos espalhados pelo corpo e os que sobraram da depilação com cera. Não danifica a pele, mas o método é trabalhoso e dolorido, limita-se a poucos pêlos e pode encravá-los. Os pêlos nascem de um a dois dias depois, dependendo da região do corpo.

6. Creme depilatório
Método indolor de tirar os pêlos, principalmente os da perna. Por ação química, o produto dissolve a haste do pêlo, que nasce de um a dois dias depois. É preciso apenas, antes de utilizar, verificar em uma área pequena do seu corpo se você é alérgica ao produto, e mesmo assim, tomar todos os cuidados e precauções apresentadas nos rótulos desses produtos.

7. Aparelho Depilatório
Pode ser feito em áreas grandes ou pequenas, mas é doloroso (dependendo da região e da sensibilidade da pesso) Existem dois tipos, aqueles que têm um sistema de discos rotativos com pequenas pinças que puxam os pêlos pela raiz, e os que funcionam com lâminas que levantam e cortam os pêlos superficialmente. Em geral, é feita uma sessão a cada 20 dias (aparelho com discos) ou a cada 2 (lâminas), dependendo da região do corpo e de cada pessoa. Ao usar o aparelho de discos, é preciso tomar cuidado com as áreas mais delicadas, como a virilha. Preço médio: de R$ 80 a R$ 300.

8. Descoloração
Método muito usado por mulheres com pouca concentração ou com pêlos finos, que facilmente se rendem à ação de um descolorante. Não causa dor e os pêlos ficam clarinhos.

Observações importantes para a depilação:
1. Após depilar, não passe cremes hidratantes, que podem conter álcool, que irrita a pele.
2. Faça uma massagem na pele com uma buchinha vegetal ou creme esfoliante, durante o banho, após cinco dias da depilação para evitar que os pêlos encravem.
3. Evite se depilar uma semana antes da menstruação, porque ficamos mais sensíveis, e por isso a depilação dói mais.

RJNET

1 comentários:

Ranieri disse...

Pobres mulheres, realmente depilação é uma coisa muito chata...hahahahahah!

Aquele post de fobias foi perfeito! Não sabia que eu tinha tantos medos.

Abraços!

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More

 
Powered by Blogger